© 2020 by ONDAX

  • Facebook PSRosseto
  • Instagram PSRosseto
  • Paulo Sérgio Rosseto

SEM PODER CHEGAR

Já não posso ir

Sair é um fosso fundo do poço

Inacreditável surreal

Indizível destroço

O homem se esconde do mundo

Completamente impotente

Nada mais é importante

Diante do incomum

Nem a hierarquia dos anjos

Nem a comunhão dos santos

Nem o descredito ateu

Nada se faz mais tosco sobre a terra

Senão a incerteza da espera

Ante a ciência da humana miséria

Talvez haja ainda uma era

Um tanto menos vulgar

Em busca de caminho

Já não posso ir sem poder chegar

2 visualizações