• Paulo Sérgio Rosseto

POR DENTRO DE CADA UM

Atualizado: Fev 11

Anda tanta gente por dentro de cada um Imprimindo sensações lubricas, absolutas Há em cada íntimo uma pessoa oculta Intrépida, intrigante, esnobe, insana, incomum Digitando regras, regendo normas Tardiamente desperta para o bem Secretamente agindo incubada em ócio E que a qualquer momento Aflora em lugar nenhum transparente Por Infantis atitudes levemente adultas Dorme tanta gente no interior poeta de onde vim Que desaprumo irresoluto, mas asseguro: Quando me acho único, máximo e adulto Ajo expondo meu lamentável lado imaturo E se recolhido percorro meu deserto árduo Completo minhas buscas justamente por ser puro O anjo menino que ainda se recolhe em mim

0 visualização

© 2020 by ONDAX

  • Facebook PSRosseto
  • Instagram PSRosseto