• Paulo Sérgio Rosseto

costumes

O que orbita entorno ao teu coração

Reconforta esse peito descuidado

Aproxima-te da minha terra impura

Revive meu jardim já desbotado


Tomando aflições por bons costumes

Somos parte intrínseca que partilha e ama

Sentimentos diversos sob efeitos divergentes

- Se tua luz me aclara minha lua te chama


Todo o todo em nós é pragmático infinito

Universo muito aquém de simples mundos

Descabendo as retrações dos próprios polos


Há quem denomine ilógico destino

A teimosia eclodir densa ternura

Das nossas unhas roçando os mesmos poros

0 visualização

© 2020 by ONDAX

  • Facebook PSRosseto
  • Instagram PSRosseto