• Paulo Sérgio Rosseto

CIRURGICAMENTE IMPOSSÍVEL

Se Bianca ao meio partisse o meu peito

À procura de consertos nesse coração

Diagnosticaria saudades e segredos

De difíceis acessos e manuseios


Se Vitória auscultasse tomando meu pulso

Sentiria navegadas no interior da aorta

Chalanas repletas de alegrias ancoradas

Nessas vísceras arritmicamente quase mortas


Se Laís anotasse meus sinais vitais

Assustaria com esse íntimo transbordado

De diletos momentos e intensos amores

Misturados a prazeres e algumas dores


E se todas descontentes buscassem opinião

De alguém ponderado e bem mais experiente

Ouviriam: precisamos lhe nascer novamente

Dessa velha carcaça soçobraram defeitos


Mas o espírito, esse a gente bem poderia

Arquiva-lo translúcido no armário das almas

Onde nenhuma ilusão sequer tem acesso

Exceto a poesia, porque esta é completa

0 visualização

© 2020 by ONDAX

  • Facebook PSRosseto
  • Instagram PSRosseto